Política

Por que Temer não vai cair

Inicia-se hoje o julgamento da cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, eleita em 2014. Cercado de expectativas, principalmente pelo uso das delações da Odebrecht, o processo pode retirar Michel Temer do poder. Ainda que constem provas e evidências robustas, dificilmente Temer será cassado por um simples motivo: sua saída da presidência não interessa a ninguém. Ou quase ninguém.

Política

O ensino superior deve continuar gratuito?

“É verdade que, no Brasil, os mais pobres financiam as universidades para os mais ricos?” “Gastamos muito em ensino superior e poucos nos demais níveis de escolaridade?”. Essas e tantos outros questionamentos tornaram-se comuns diante de um tema importante como o financiamento do ensino superior público no país. Mas, afinal, essas perguntas são reflexo do que vem ocorrendo nas universidades públicas: perfil de alunos elitizado, altos gastos governamentais com ensino superior?

Movimento Progressista Brasileiro, Política

O que decidiu Moro e quais são os impactos da decisão que condenou Eduardo Cunha?

"Cunha, após a provável condenação em segunda instância, poderá sofrer os efeitos da pena como por exemplo a execução de seus bens e a perda de “benefícios” como o da prisão especial em razão do diploma em instituição de ensino superior, fazendo com que o ex-deputado permaneça preso na mesma penitenciária que qualquer outro cidadão, sem privilégios – na teoria-." Texto de Allan Santana

Constituição, Movimento Progressista Brasileiro, Política

E se ele cair? Uma análise do que pode ser o fim do governo Temer

Independente da neblina opaca que se espalha pelas ruas e praças de Brasília e nos impede de apontar o resultado desse processo, uma certeza é inabalável, incômoda e evidente como um elefante na sala de estar: chegamos ao fundo de um poço sem fundo, proeza que só é possível através das incríveis habilidades políticas dos nossos representantes. As três decisões possíveis aprofundam ainda mais nossa já conhecida reputação de república das bananas, uma vez que nossos três futuros alternativos são: o incrível mandato de três presidentes diferentes, a absolvição política de um presidente culpado ou a tragicômica condenação de Dilma e absolvição de Temer.

Constituição, Movimento Progressista Brasileiro, Política

O ensino da Constituição é fundamental para o exercício da democracia pelas futuras gerações

A conscientização social, econômica e política dos jovens cidadãos deve ser parte elementar das diretrizes basilares do ensino. Acompanhada de uma grade curricular mais ampla, contemporânea e de maior qualidade, são os mecanismos mais importantes e efetivos de inclusão social, de redução das desigualdades, da criminalidade, da consagração da ordem e do progresso, do respeito a coisa pública e do real e efetivo exercício da democracia em terrae brasilis.

Desigualdade, Movimento Progressista Brasileiro, Política

Terceirização: oportunidade perdida para corrigir injustiças

A nova polêmica discutida pela população brasileira é a aprovação do PL 4302/98, que regulamenta a terceirização no Brasil. Seu ponto mais polêmico é a possibilidade de terceirização das atividades-fim, permitindo que uma empresa terceirize toda sua mão de obra. Gostaria de discutir alguns desses pontos neste texto, e pretendo demonstrar que este é mais um assunto que não recebeu a devida atenção e profundidade no debate. Texto de Tomás Pereira Machado com colaboração de Allan Santana, arte de Jota Aracê

Política

Previdência: reforma pra quem?

O carregador de caixas do mercado de 55 anos, que trabalha pesado há 30, não sabe como se deu a reforma na França. A agricultora que pegou na enxada pela primeira vez aos 7 anos não faz ideia do que seja déficit da previdência. Da forma atabalhoada que o governo tem tratado esse tema tão sensível, o que resta para pessoas comuns como as descritas é desconfiar que homens engravatados, bem alimentados e aposentados, decidirão em salas com ar-condicionado como será o futuro do povo trabalhador. Com esse debate pobre, feito às pressas pela equipe econômica do presidente Temer, dificilmente a população acreditará que esses homens estão cheios de boas intenções.

Política

Lula e o Complexo de Felipão

Felipão, já desgastado e sem a mesma qualidade técnica de jogadores, não repetiu o sucesso de 2002. Lula, também desgastado e sem as mesmas condições de seus dois primeiros governos, tem tudo para não ser bem-sucedido em um eventual retorno à Presidência. O resultado dessa volta pode ser um novo 7 x 1, dessa vez com consequências piores do que a simples perda de uma Copa do Mundo.